Udesporto - Jornal desportivo online com blog e análise de jogos

Exclusivos Jul 01, 2019 Ana Ventura

Ainda não foi desta, Charles

Este domingo estivemos perante uma corrida fantástica, emocionante e de pôr os cabelos em pé com os nervos. Após o final de corrida que dividiu os fãs da categoria com o “toque da vitória” de Verstappen, a emoção continua, mesmo fora da pista.

Nota +


Carlos Sainz Jr.

O piloto espanhol fez uma corrida fantástica, começou de 19.º (pois Russell começou da pit lane), chegou aos pontos no final e deu assim quatro pontos para a McLaren. Foi uma corrida onde mostrou que este ano a equipa britânica está com um bom ritmo.

Max Verstappen

Não é como começa, é como acaba” é a frase do dia para o holandês, que começou mal a corrida mas aos poucos chegou a lugares de pódio, e mesmo à vitória. Um dia alto para os fãs que vestem laranja.

Charles Leclerc

Apesar de perder a liderança no final, nunca desistiu. Liderou quase todas as voltas e teve uma boa estratégia. Foi dominante no fim de semana inteiro, só ainda não teve aquele pedacinho de sorte que precisa para ganhar.

Red Bull

Com toda a calma do mundo, teve o seu piloto a ganhar a sua corrida de casa, o que mais desejavam para este fim de semana. Apesar de Gasly não estar na sua melhor fase (com rumores de que pode mesmo sair da Red Bull), Verstappen provou que o carro e a Honda estão “vivos” e para perturbar o campeonato se possível.


Nota –


Ferrari

A Scuderia Ferrari não é a melhor equipa a fazer estratégias: por algum motivo, Sebastian Vettel entrou na pit lane mas não haviam pneus preparados. Por mais que quisessem cobrir Bottas, só perderam tempo; Não deixaram Leclerc puxar como se ouviu no início e o mesmo acabou com pneus perto das 50 voltas, que não davam para puxar mais. Um desastre completo da equipa italiana.

Renault

A equipa francesa não conseguiu pontuar, com os seus dois pilotos a acabar em 12.º e 13.º. Desilusão depois de terem novos componentes na corrida passada e que poderiam melhorar a performance do carro, como fez por exemplo com os McLaren. Ainda não estão no seu melhor e para piorar, estão a 20 pontos da McLaren.


Driver of The Day

Foi difícil escolher o piloto do dia, e fiquei muito dividida entre o Carlos, o Charles e Max. Estes três estiveram muito bem e há que o reconhecer, e por isso os coloquei com destaque positivo. No final, escolho Carlos Sainz Jr., que começou do fundo do grid e acabou dentro dos pontos, mostrando como a McLaren está a evoluir imenso.