Udesporto - Jornal desportivo online com blog e análise de jogos

LPB PLACARD Nov 03, 2019 Daniel Sousa

LPB Placard: FC Porto lidera isolado mas perde Tanner McGrew

A quinta jornada da LPB Placard ficou marcada pelo primeiro dérbi lisboeta na prova e pelo facto do FC Porto se ter isolado no comando do campeonato. Os dragões são agora a única equipa ainda imbatível.

A ronda começou na sexta-feira, com a UD Oliveirense a visitar o pavilhão do Esgueira e a vencer por 69-78. A equipa de Oliveira de Azeméis teve dificuldades para ultrapassar a boa réplica dada pela formação da casa, sobretudo na primeira parte. Com uns bons primeiros 20 minutos, o Esgueira saiu para o intervalo a liderar por 36-30. Obrigada a reagir na segunda parte, a formação treinada por Norberto Alves começou a mostrar um ar da sua graça no terceiro período e encurtou a desvantagem para dois pontos (56-54). No último período, foi uma questão de tempo até os oliveirenses conseguirem chegar-se à frente do marcador. O Esgueira tentou manter-se perto e, a pouco menos de cinco minutos do fim, perdia apenas por três pontos (65-68). Contudo, um triplo convertido por Aron Nwankwo afastou definitivamente os bicampeões nacionais dos homens da casa, que não tiveram poderio para se voltarem a aproximar.

Depois do triunfo do Benfica no dérbi frente ao Sporting (85-79), o Illiabum jogava na Maia a possibilidade de continuar a partilhar o segundo lugar do campeonato. No entanto, a equipa de Aveiro acabou por ceder perante o Maia BC por 76-72, num encontro onde pagou cara a fatura de um primeiro tempo menos conseguido.

A equipa visitante chegou a liderar por oito pontos no primeiro período e, a 54 segundos do final, vencia por 15-16. No entanto, cinco pontos de Frederick Simsjr colocaram a equipa maiata a vencer por 20-16 no final do primeiro período. Os segundos 10 minutos acabaram por ser fatais para o Illiabum nas contas do jogo. Com Lamar Morgan (26 pontos) a preencher as folhas estatísticas com ressaltos, desarmes de lançamento e pontos, o Maia BC fugiu no marcador e chegou ao intervalo a vencer por 45-31. Esta vantagem de 14 pontos acabou por ser demasiado pesada para os visitantes, que ainda assim conseguiram encurtar a diferença para apenas três pontos quando o cronómetro indicava a entrada no último minuto do encontro. Porém, a equipa da casa não vacilou da linha de lance livre e selou o triunfo.

Na visita ao pavilhão do Lusitânia, o FC Porto conseguiu chegar à liderança isolada da LPB Placard. Os dragões venceram por 75-96, de forma tranquila, mas tiveram uma grande contrariedade na lesão grave de Tanner McGrew. O norte-americano contraiu uma fratura da tíbia e do perónio, ainda na primeira parte, e vai ficar ausente das quadras por vários meses. Na altura da lesão, que aconteceu na sequência de um choque com o companheiro de equipa Vladyslav Voytso, McGrew levava já 13 pontos, sete ressaltos e cinco assistências.

No Pavilhão Unidade Vimaranense, em Guimarães, o Vitória SC aumentou para três a série de vitórias consecutivas, ao bater o Barreirense por 73-69. Num encontro com várias trocas de líder ao longo dos primeiros 20 minutos, foi a turma do Barreiro a recolher aos balneários em vantagem (30-34). Contudo, na segunda parte, e embalados pela inspiração de Marqueze Midgette-Coleman, que fez 27 pontos e oito ressaltos, os vitorianos deram a volta à situação e consumaram mais um triunfo na competição.

Melhor sorte teve a outra equipa do Barreiro. O Galitos, na receção ao CAB Madeira, venceu por 92-72 e tem agora um registo de três vitórias e duas derrotas. A equipa da casa aproveitou a falta de acerto dos madeirenses no lançamento ao longo do primeiro período para construir desde logo uma vantagem de nove pontos. Os segundos dez minutos trouxeram duas equipas mais assertivas no capítulo ofensivo e foi o parcial com mais pontos marcados: 26 para cada lado. Ao intervalo, o Galitos vencia por 45-36. Na segunda parte, a turma do Barreiro continuou a mostrar bons argumentos ofensivos e a dilatar a vantagem, perante uma equipa do CAB Madeira incapaz de estancar as investidas do adversário. No final, os 20 pontos de diferença no placard traduziam bem a supremacia da equipa da casa durante a partida. Cecil Williams, com 19 pontos, dez ressaltos e seis assistências, foi uma das grandes figuras do Galitos, que contou ainda com a inspiração de Christopher Longoria (23 pontos) e Ryan Preston (20) na hora de lançar ao cesto.

No último jogo da jornada, a Ovarense recebeu e venceu o Terceira Basket de forma tranquila, por 91-57. A equipa açoriana continua sem conhecer outro resultado que não a derrota na presente temporada e, na Arena de Ovar, conseguiu bater-se bem com a equipa  da casa durante os primeiros cinco minutos de jogo. A partir daí, a Ovarense foi fugindo no marcador e os insulares nunca revelaram capacidade para acompanhar. Uma das grandes diferenças esteve nos bancos, com o banco da casa a contribuir com 49 pontos, ao passo que o banco do Terceira Basket contribuiu com apenas dois. Os 27 pontos de Andre Yates, o melhor marcador do encontro, de nada valeram aos comandados de Manuel Molinero.

LPB Placard
Jornada 5

(2-3) Esgueira 69 - 78 UD Oliveirense (4-1)
(4-1) Benfica 85 - 79 Sporting (4-1)
(2-3) Maia BC 76 - 72 Illiabum (3-2)
(2-3) Lusitânia 75 - 96 FC Porto (5-0)
(3-2) Vitória SC 73 - 69 Barreirense (0-5)
(3-2) Galitos 92 - 72 CAB Madeira (2-3)
(1-4) Ovarense 91 - 57 Terceira Basket (0-5)

Classificação:
1. FC Porto, 10 pontos
2. Sporting, 9
3. UD Oliveirense, 9
4. Benfica, 9
5. Illiabum, 8
6. Vitória SC, 8
7. Galitos, 8
8. Esgueira, 7
9. CAB Madeira, 7
10. Maia BC, 7
11. Lusitânia, 7
12. Ovarense, 6
13. Barreirense, 5
14. Terceira Basket, 5