Udesporto - Jornal desportivo online com blog e análise de jogos

UEFA Women's Champions League Aug 13, 2019 Daniel Sousa

SC Braga. Os números de um apuramento histórico.

A equipa feminina do SC Braga fez história ao sagrar-se apenas a segunda equipa portuguesa a conseguir o apuramento para os 16 avos de final da Liga dos Campeões. No entanto, a estadia das minhotas em Riga durante a fase de qualificação trouxe mais registos de relevo para os livros do futebol feminino nacional.

Com a vitória desta terça-feira frente ao Rigas FS, por 8-0, a equipa comandada por Miguel Santos somou vitórias nos três jogos que realizou. Este feito torna as Gverreiras do Minho a primeira equipa lusa a passar pela fase de apuramento só com vitórias.

Para além disso, se tivermos em atenção o registo de golos marcados e sofridos pela equipa bracarense, podemos apontar a mais dois registos. Primeiro, os 11 golos marcados pelas arsenalistas são a segunda melhor marca de uma equipa portuguesa nesta fase da prova, apenas superada pelos 13 tentos do 1.º Dezembro na época 2009/10. No que toca à defesa, as coisas sobem de nível: o SC Braga não sofreu qualquer golo no Grupo 7, o que faz da equipa minhota o conjunto nacional menos batido de sempre na fase de apuramento.

O sucesso deve-se ao coletivo, claro está, mas ainda assim há espaço para destacar duas jogadoras no capítulo individual: Vanessa Marques, a capitã de equipa, e a norte-americana Shade Pratt, reforço para esta temporada. Ambas apontaram três golos durante os últimos três jogos - Pratt marcou em todos, Vanessa marcou na estreia frente ao Sturm Graz e por duas vezes frente ao Rigas FS -, o que faz da dupla luso-americana um caso de sucesso, já que foi responsável por 54,5% dos golos apontados pela equipa de Miguel Santos.