Udesporto - Jornal desportivo online com blog e análise de jogos

Futebol Internacional Mar 14, 2019 Daniel Sousa

Slavia Praga 4-3 Sevilla: checos fizeram história no prolongamento

O Slavia Praga surpreendeu o Mundo esta quinta-feira, ao eliminar o Sevilla nos oitavos-de-final da Liga Europa. Os checos venceram por 4-3, após prolongamento, e asseguraram um lugar nos quartos-de-final da segunda maior prova europeia de clubes.

A equipa da casa foi extremamente eficaz no primeiro tempo, tendo chegado ao golo na única ocasião que criou para tal. Aos 15 minutos, Ngadeu-Ngadjui colocou a formação de Praga na frente do marcador. Os andaluzes responderam, criaram várias situações de perigo para a baliza adversária mas só em cima do intervalo conseguiram a igualdade. O francês Ben Yedder, na conversão de uma grande penalidade, empatou a contenda. 

No segundo tempo foram os checos a disporem de um penalty logo nos instantes iniciais. A oportunidade foi aproveitada por Tomás Soucek, que voltou a colocar o Slavia em vantagem. A festa checa durou apenas sete minutos, altura em que Munir El Haddadi voltou a empatar o encontro e a eliminatória. No final do tempo regulamentar, o empate a duas bolas obrigou a que as duas equipas seguissem para prolongamento.

No tempo extra, a equipa de Pablo Machín foi a primeira a marcar, à passagem do minuto 98. Quincy Promes assistiu Franco Vázquez e este colocou o Sevilla pela primeira vez na frente do placard e a um passo dos quartos-de-final. O conjunto da casa, com muito coração, não baixou os braços e reentrou na discussão da eliminatória com um golo de Mick van Buren aos 102 minutos. Ainda assim, nessa altura o apuramento pertencia aos espanhóis. No entanto, a um minuto do final, o Slavia chegou mesmo ao golo que garantiu o apuramento. Ibrahim Traoré, após uma sequência de ressaltos, atirou para a baliza de Vaclik e o dinamarquês Simon Kjaer, apesar de ainda ter tocado no esférico, não conseguiu evitar o quarto golo dos checos.

Contra as probabilidades, o Slavia Praga garantiu um apuramento histórico para os quartos-de-final da Liga Europa. O Sevilla, que venceu cinco das oito últimas edições que disputou, está fora das competições europeias.


Fotografia: Michal Cizek/AFP